Banho ao" AR LIVRE"

Para os “nossos” amigos que estão curtindo o VERÃO !

Tumblr

This Banheira AO ar livre me Lembra UMA abalone concha - e lindo e funcional!

É a madeira banheira, ou simplesmente feito para olhar dessa maneira?

imobiliário engraçado - Não Mergulho!

Este é semelhante ao que eu tenho em um canto isolado do meu jardim.  Minha banheira recuperada não é tão agradável, mas é com aquecimento solar: forrei minha banheira em plástico preto sobre fibra de vidro, encheu de água, coberto com claras refletores Plexi de vidro e um conjunto de poliéster sobre a água.  Em NorCal, a água fica quente o suficiente para uma boa noite embeber 7-8 meses do ano.  (Eu só adicionar sais de Epsom e bicarbonato de sódio à água do banho para que eu possa irrigar as rosas com a água mais tarde.)

Banhos ... aqui.

starsmasquerading: turquesa-praias

Pinterest

Anúncios

Hora de beber e banhar-se …

Uns vem para beber, outros aproveitam para tomar banho e se refrescar. As imagens a seguir dizem tudo…

Diz-se que a saracura-três-potes (Aramides cajanea) canta para chamar a chuva… Canta, saracura, canta!!! Foto: Tietta Pivatto

O sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris) aguarda a vez enquanto o tico-tico-do-bico-amarelo (Arremon flavirostris) toma seu banho calmamente… Foto: Tietta Pivatto

Essa fila anda ou não anda? Sai sabiá (Turdus leucomelas), que a caldo-de-feijão (Columbina talpacoti) e o chupim (Molothrus bonariensis) também querem tomar banho!! Foto: Tietta Pivatto

Dona cotia, a senhora vai demorar? A gralha-picaça (Cyanocorax chrysops) também está com sede… Foto: Tietta Pivatto

A pequena saíra-azul (Dacnis cayana) aguarda pacientemente que o sanhaço-cinzento (Thraupis sayaca) termine o banho. Foto: Tietta Pivatto

Pressa? O joão-de-barro (Furnarius rufus) não tem nenhuma… Foto: Tietta Pivatto

Para um belo encontro (Icterus cayanensis), nada melhor que um bom banho! Foto: Tietta Pivatto

Nada melhor que a água para deixar brilhantes as penas do chupim (Molothrus bonariensis). Foto: Tietta Pivatto

A fêmea confere se o pipira-preta (Ramphocelus carbo) está bem limpinho. Foto: Tietta Pivatto

Banho não, o choró-boi (Taraba major) está mesmo é com sede… Foto: Tietta Pivatto

… assim como o pequeno tiziu (Volatinia jacarina). Foto: Tietta Pivatto

Depois do banho, as aracuãs (Ortalis canicollis) ajeitam cuidadosamente suas penas. Foto: Tietta Pivatto

Mamãe, mamãe, isso aí é água? O filhote de cotia aprendendo os segredos do quintal. Foto: Tietta Pivatto

De focinho empinado, o quati se refresca sem engasgar. Foto: Tietta Pivatto

E para relaxar, nada melhor para o teiú do que beber água estando dentro da vasilha… Foto: Tietta Pivatto

Observação: a água é colocada em um suporte para vasos, um disco de arado, uma vasilha de barro e uma garrafinha para beija-flor. Todas são lavadas com frequência (xô dengue!!) e a principal característica é serem seguras para as aves. O suporte para vasos e o disco de arado são rasos, sendo que este é ideal por não ter bordas retas, formando uma “prainha”. Já a vasilha de barro é funda, então eu coloquei uma pedra grande e áspera dentro, eliminando o risco.(bonitobirdwatching)