Curtindo passeios no campo da natureza em clima fresco

Lembrei-me das famosas palavras de Sócrates:
“Só sei que nada sei”?

Ao caminhar pelo campo ou na floresta, a natureza estava determinada a provar que eu sou simplesmente humana e imperfeita e tudo que eu posso pensar  é olhar em volta de mim  com os olhos de uma aprendiz. Aqui eu trago fotos de flores e plantas que eu gostaria de identificar. Se eu cometi um erro com o nome de qualquer ou saber o nome do não identificado, que eu aprecio muito que você me diga em um comentário.Link

1. Margarida Wild ( Bellis perennis )

 

O 2 º. Ervilha Wild ( Lathyrus tremolsianus )

 

  2b. Gatuna ( Ononis spinosa )
Três.  Verbascum

 

Abril. Cenoura ( Daucus carota )

 

Maio. Zimbro comum ( Juniperus communis )

 

6. Trepadeira ( Convolvulus arvensis )

 

 7. Ervilhaca ( Vicia villosa )

8. Alfafa ( Medicago sativa )
 9. Marrubium vulgare
10. Poppy ( Papaver )
11. É uma árvore e em agosto foi cheio de flores. Não sei o nome dele.

 

12. Eu chamo cardo, mas não o 🙂 família é  Dipsacus sativus.
 13. Cártamo Wild ( Centaurea jacea )

 

 14. Scotch cardo ( Onopordum acanthium )
15. Selvagem Clavelito ( Dianthus hyssopifolius )

 

 16. Dandelion ( Taraxacum officinale ) flores e sementes
17. Morangos Silvestres ( Fragaria vesca ) são minúsculos
18. Geranium rotundifolium

 

19. Grama

 

 20. Gramíneas

 

 21. Caniço comum ( Scirpus holoschoenus )
22. Visco ( Viscum album ) um pinheiro semi-parasita.

 

23. Moss ( Bryophyta sensu stricto )

 

 24. Dog Rose ( Rosa canina )
25. Blackberry ( Rubus ulmifolius )
Anúncios

Ambientes naturais nos sensibilizam para a simplicidade

Na transição entre o final e o início do ano, intensificamos nosso lado mais religioso e espiritual, esquecido muitas vezes na correria do dia a dia.
Na mudança do calendário, temos o hábito de parar para analisar o que fizemos e o que planejamos para o próximo ano. É importante, neste momento, criarmos em nossos corações as transformações que queremos ver no mundo lá fora.
Aquilo que pensamos transita no ar que nos envolve e os pensamentos da humanidade, principalmente com a globalização, acabam atingindo todos nós. A cada pensamento negativo, vale o esforço para substituí-lo por um comando positivo que reponha a ideia contrária.
Existe hoje uma tendência de visão imediatista e generalizada. Se não ficarmos atentos, somos remetidos a uma análise superficial, que desvaloriza o nosso cotidiano e o que está próximo. É preciso que se tenha a percepção dos pequenos fatos, onde reside o melhor da vida, pois todo o global se inicia em nosso pequeno universo, simples e rotineiro.
A percepção não é uma forma de comunicação relacionada apenas com outras pessoas, mas também com as coisas, ela envolve nossa personalidade, nossa história pessoal, nossa afetividade, nossos desejos.
Ambientes naturais nos sensibilizam para a simplicidade. São locais onde conseguimos vislumbrar o simples do cotidiano, do emotivo, despojado de apelos externos desnecessários. Nestes lugares, existe uma mensagem não verbalizada, mas incisiva, onde o simples ganha forma e oferece alegria de viver.
A intenção ao colocar as fotos desta matéria foi a de causar a percepção da natureza, de refletir sobre a nossa origem e sobre nossos valores, de intensificar os conceitos do paisagismo atrelados à necessidade do contato mais intenso com a dinâmica dos ambientes naturais.
Este é um bom momento para reflexão e aquilo que nos maravilha preenche nossos corações e dirige nossos pensamentos. Quando a população sintoniza com uma mesma intenção, começa o efeito almejado. Precisamos agir juntos para que façamos a diferença por um mundo melhor.Link

Natureza

AHelloToSpring

VintageInspiredSciencePosters2

Garden- original watercolor

Woodlands aquarela

Link e Link

Henry Vitor 

Fotos Link

Naturópolis – a Revolução Verde

“Como cada metrópole moderna deve responder a uma questão fundamental: como pode a natureza desempenhar um papel central no seu desenvolvimento, o que é ecológico e sustentável, e que permite que os seres humanos vivam em harmonia, como em um ecossistema?”

 

Algumas cidades como Nova York, Tóquio, Rio de Janeiro e Paris são pioneiras nessas experimentações.Uma equipe multidisciplinar tentará responder ao desafio de criar uma sintonia entre as cidades e a natureza e pesquisar quais ideias e propostas podem levar a ecossistemas mais humanos e que garantam uma sociedade mais íntegra em termos ambientais.