Telhado verde traz cultura para dentro de sua casa

Por Mariana Montenegro
Além de absorver calor e reter um pouco da chuva, um telhado verde também pode ser inspirador e apresentar traços característicos de outras culturas.
Estes são bons exemplos: cada telhado verde é um ” jardim santuário”, segundo quem os criou, inspirados nas culturas de Indonésia, Japão e Marrocos, apresentando um pouco das diferenças entre esses países na relação com o verde. As lindas estruturas foram criadas pela Gillespies, em Londres.
Além de seu apelo estético, a ideia prosperou pela facilidade com que as plantas se adaptaram ao clima londrino, não exigindo muita água na manutenção.
São muitos os detalhes que merecem atenção. No jardim japonês, há um espaço Zen para relaxamento; no da Indonésia, uma “ilha” central, como as que formam o próprio país. O marroquino é feito com madeira mais escura.
Os espaços de descanso ao ar livre são decorados com móveis feitos sob medida e algumas pequenas surpresas, como canteiros. Os telhados verdes recebem luz direta do sol todos os dias, por isso, estruturas com alguns elementos oferecem refúgios com um pouco de sombra.