Jardins…

“Sei que é no sonho que os jardins existem, antes de existirem do lado de fora. Um jardim é um sonho que virou realidade, ….”
” A natureza revela então a sua exuberância num desperdício que transborda em variações que não esgotam nunca, em perfumes que penetram o corpo por canais invisíveis, em ruídos de fontes ou folhas… O jardim é um agrado no corpo. Nele a natureza se revela amante. E como é bom!”