Flores que perfumam….

Camélias(Camellia japonica)

A camélia mais perfumada é a que se conhece como “rosa-do-Japão”  .

  • Nunca se deve plantar com calor forte e sempre ao fim do dia ou nas primeiras horas da manhã;
  • Deve ser plantada na sombra, sempre protegê-la do sol a pino e a terra deve ser rica em húmus;.
  • A cova deve ter sempre uma profundidade aproximadamente o dobro da cepa da planta;
  • Em vaso, este arbusto fica mais contido, mas no chão pode atingir 3 m de altura e 2 m de largura,  logo utilize um vaso bem grande;




Lavanda ( Lavandula angustifolia )


















  • Prefere os ambientes ensolarados, mas protegidos do vento;
  • Não necessita de regas constantes. A irrigação deve ser feita nas horas mais frescas do dia;
  • As sementes de lavanda semeiam-se de Maio a Julho ao ar livre

Gardênia (Gardenia jasminoides.)
 
Produzem magníficas flores brancas muito perfumadas, o seu aroma é delicado e agradável,sendo assim, procure deixá-la em locais onde há trânsito de pessoas.

  • Elas são geralmente cultivadas em jardins, na terra, mas também podem ser plantadas em vasos em ambientes externos;
  • Crescem bem em locais com bastante sol direto, com pouca sombra.;
  • Regue regularmente mantendo o solo sempre úmido, mas não encharcado.Link

Flores perfumadas

Além do colorido, as flores perfumadas encantam pelo cheiro que exalam


Foto: Evelyn Müller

BOCA-DE-LEÃO

A boca-de-leão (Anthirrhinum majus) recebeu este nome por causa de suas flores em formato de tubo que, quando apertadas, lembram a boca do famoso felino africano. Produzidas em diversas cores no Inverno e na Primavera, apresentam um aroma agradável. Deve ser cultivada sob sol direto em terrenos muito bem adubados e drenados, com irrigação frequente. Gosta de temperaturas mais baixas e se mantém bonita por apenas um ano, precisando ser substituída após este período.


Foto: Fernanda Preto

NARCISO

As flores amareladas e vistosas do narciso (Narcissus x cyclamineus) também se destacam pelo aroma suave. Formadas no final do Inverno e início da Primavera, elas aparecem solitárias na ponta da longa haste floral. Necessita ser plantado em canteiros sob sol direto e em locais com clima ameno, como no Sul do Brasil. Multiplica-se facilmente.


Foto: Patrícia Cardoso

LAVANDA

Também chamada de alfazema, a lavanda (Lavandula angustifolia) é uma planta aromática com 60 a 90 cm de altura, originária da região do Mar Mediterrâneo (entre a Europa e a África). Suas pequeninas flores lilases, azuis ou roxas surgem durante o Verão. Para se desenvolver bem, precisa ser colocada em canteiro bem adubado e receber sol direto. Como gosta de clima frio, seu cultivo é indicado para locais de temperaturas amenas.


Foto: Evelyn Müller

MANACÁ-DA-SERRA

Árvore de pequeno porte (com 3 m de altura, em média), o manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis) produz flores perfumadas grandes. Formadas geralmente no Inverno, elas mudam de cor com o tempo! Inicialmente brancas, vão ficando lilases e quando se desprendem dos ramos estão roxa-escuras. Originário do Brasil, pode ser reproduzido por semente, alporquia ou estaquia.


Foto: Evelyn Müller

JACINTO

O jacinto (Hyacinthus orientalis) apresenta perfume adocicado e intenso. Suas flores em formato de espiga desabrocham na Primavera e podem aparecer em seis tonalidades: branca, amarela, rósea, vermelha ou azul. Muito utilizado em arranjos florais, deve ser cultivado em vasos ou canteiros bem drenados e longe da luz solar direta. Esta espécie aprecia baixas temperaturas.


Foto: Patrícia Cardoso

JASMIM-ESTRELA

A delicadeza e a doce fragrância são as marcas do jasmim-estrela (Jasminum nitidum). Com ramos longos e pendentes, é cultivado junto a cercas, grades ou recobrindo pórticos e pergolados, tal qual uma trepadeira. Suas folhas são verde-escuras brilhantes, ao passo que as flores em formato de estrela são brancas e aparecem na Primavera-Verão. Gosta de luz solar direta e terrenos bem drenados, não tolerando geadas.


Foto: Gui Morelli 
ROSA

A mais popular das flores alia beleza e perfume inconfundíveis. Cultivada isoladamente em jardins ou também em conjunto, a rosa (Rosaceae) floresce durante o ano todo. Com altura média de 2 m, precisa de terra fértil e permeável para se desenvolver adequadamente. Prefere temperaturas amenas e, por isso, suas floradas são mais intensas no Sul do Brasil e nas regiões serranas.Link