Arquiteto japonês cria ‘casa-jardim’ em Tóquio

O arquiteto Ryue Nishizawa criou uma casa que é um verdadeiro jardim vertical. Ele usou as condições que pareciam adversas e apesar do terreno estreito e plano, construiu uma residência verde e inovadora.Todos os andares possuem jardins, o que dá claridade para a casa, a impressão de estar ao ar livre e também energia para as plantas.Revestida por vasos de plantas, a casa não possui fachada exterior e a divisão interna é feita por divisórias de vidro e cortinas de tecido. O interior não possui paredes, somente áreas livres. Uma escada central liga os quatro andares.Link

Anúncios

A CASA GIRASSOL

Imóvel gira em torno do seu próprio eixo e tem teto que se move

Criar energia pela luz solar não é nenhuma novidade. Casas ao redor do mundo utilizam essa tecnologia, que gera uma economia incrível na conta de luz no final do mês. Além disso, os benefícios ambientais são muitos como, por exemplo, ser sustentável e não poluir o ar.Chamado de Casas em Movimento, o projeto tem, como parte do telhado, uma pala movível feita de painéis fotovoltaicos, que se sobrepõem a uma das fachadas e garante sombra e frescor em estações mais quentes. A eficiência energética é ampliada graças à escolha dos materiais da estrutura do imóvel, que leva madeira e cortiça, dois isolantes térmicos eficientes.Manuel Vieira Lopes, da Faculdade de Arquitetura do Porto, em Portugal, levou esse pensamento mais longe e pensou em uma forma de utilizar essa potência captada pelo sol em toda a sua plenitude. O estudante criou o protótipo de uma casa inovadora, que roda em torno de seu próprio eixo, acompanhando os movimentos do sol.
A tecnologia aplicada por Manuel é autossuficiente e, devido à rotação da construção, produz mais energia do que de fato necessita – esse extra é guardada para o inverno. O projeto está entre os 20 selecionados para ser exibido na Solar Decathlon Europe, uma das mais prestigiadas feiras tecnológicas nesta área, que acontece na cidade de Madri, na Espanha.Link
Divulgação (Foto: Divulgação)A ideia é que a casa possa seguir o sol (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)Os painéis captam a energia solar (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)O projeto sustentável veio de Portugal (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)Rabiscos do protótipo (Foto: Divulgação)

A CASA GIRASSOL

Imóvel gira em torno do seu próprio eixo e tem teto que se move

Criar energia pela luz solar não é nenhuma novidade. Casas ao redor do mundo utilizam essa tecnologia, que gera uma economia incrível na conta de luz no final do mês. Além disso, os benefícios ambientais são muitos como, por exemplo, ser sustentável e não poluir o ar.Chamado de Casas em Movimento, o projeto tem, como parte do telhado, uma pala movível feita de painéis fotovoltaicos, que se sobrepõem a uma das fachadas e garante sombra e frescor em estações mais quentes. A eficiência energética é ampliada graças à escolha dos materiais da estrutura do imóvel, que leva madeira e cortiça, dois isolantes térmicos eficientes.Manuel Vieira Lopes, da Faculdade de Arquitetura do Porto, em Portugal, levou esse pensamento mais longe e pensou em uma forma de utilizar essa potência captada pelo sol em toda a sua plenitude. O estudante criou o protótipo de uma casa inovadora, que roda em torno de seu próprio eixo, acompanhando os movimentos do sol.
A tecnologia aplicada por Manuel é autossuficiente e, devido à rotação da construção, produz mais energia do que de fato necessita – esse extra é guardada para o inverno. O projeto está entre os 20 selecionados para ser exibido na Solar Decathlon Europe, uma das mais prestigiadas feiras tecnológicas nesta área, que acontece na cidade de Madri, na Espanha.Link
Divulgação (Foto: Divulgação)A ideia é que a casa possa seguir o sol (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)Os painéis captam a energia solar (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)O projeto sustentável veio de Portugal (Foto: Divulgação)
Divulgação (Foto: Divulgação)Rabiscos do protótipo (Foto: Divulgação)