Chuva – benção dos ceús

Tempo chuvoso.. não dá nem vontade de sair de casa não é? Mas as plantinhas gostam muito e agradecem qualquer gotinha vinda do céu. Isenta de cloro, a água da chuva também é uma aliada para quem quer aproveitar e fazer uma boa adubação. Se você tem um gramado, pode aplicar uréia; se a intenção é promover a floração das plantas, farinha de osso ou 4:14:8.. se é o fortalecimento das mudas, 10:10:10..
A chuva naturalmente vai levar o adubo diretamente a raiz, de forma limpa  e não agressiva.
As plantinhas reagirão prontamente a este seu carinho!!
(foto retirada da internet – ultrad.com.br) Link
Anúncios

Chuva – benção dos ceús

Tempo chuvoso.. não dá nem vontade de sair de casa não é? Mas as plantinhas gostam muito e agradecem qualquer gotinha vinda do céu. Isenta de cloro, a água da chuva também é uma aliada para quem quer aproveitar e fazer uma boa adubação. Se você tem um gramado, pode aplicar uréia; se a intenção é promover a floração das plantas, farinha de osso ou 4:14:8.. se é o fortalecimento das mudas, 10:10:10.. 
A chuva naturalmente vai levar o adubo diretamente a raiz, de forma limpa  e não agressiva.
As plantinhas reagirão prontamente a este seu carinho!!
(foto retirada da internet – ultrad.com.br) Link

Jardins de chuva: uma solução verde simples

01_-_jardins_de_chuva
Jardins de chuva: uma solução verde simples e eficiente contra problemas de drenagem,  inundações e enchentes.
É principalmente neste período de chuvas que os problemas ocasionados pela impermeabilização do solo surgem com maior intensidade devido, inclusive à ocupação humana de forma não planejada nos grandes centros urbanos, com isso as conseqüências como enchentes,desmoronamentos e demais problemas de drenagem não param de aumentar e definitivamente não podem ser resolvidos simplesmente através da construção de grandes obras civis.
01_-_jardins_de_chuva_4
Desta forma, podemos adotar saídas ecologicamente responsáveis para os problemas que nós mesmos causamos, através da urbanização desenfreada e da ocupação indevida das margens e várzeas dos rios.
Uma proposta sustentável, inteligente e viável para esse tipo de problema  comuns em nossos bairros e diversas cidades brasileiras são os “Jardins de Chuva”.
Os “Jardins de Chuva” nada mais são do que uma depressão pouco profunda na terra, em um terreno com solo permeável e com plantas ou árvores e coberto por uma delgada capa de acolchoado orgânico.
Eles absorvem a água da chuva que acumula em superfícies impermeáveis tais como calçadas, ruas e caminhos,  e permite que se infiltre na terra em lugar de drená-la para as redes de drenagem ou canais e desta forma evitar seu transbordamento.
São adequados tanto para residências como para edifícios, calçadas, praças, etc., aliados a “biovaletas” fazem um eficiente sistema de drenagem para residências e áreas públicas, além de ambientalmente corretos são esteticamente adequados ao desenho do paisagismo, transformando uma simples estrutura de drenagem em algo bonito além de funcional.
01_-_Jadim_de_Chuva_2_520x327
Alguns dos benefícios dos jardins de chuva:
– Aumentam a quantidade de água que infiltra no terreno para recarregar os aquíferos locais e regionais;
– Contribui para proteger as comunidades de problemas de inundação e drenagem;
– Proporcionam um hábitat valioso para pássaros, borboletas e muitos insetos benéficos;
– Têm baixo custo de implantação e manutenção;
– Têm maior aceitabilidade pela população por causa dos benefícios estéticos, paisagísticos e ambientais;
– Melhora a qualidade das águas por causa da retenção e remoção de poluentes transportados pelas águas das chuvas.
– Sem falar do seu enorme potencial estético, pois alia funcionalidade a beleza de um projeto paisagistico.
01_-_jardins_de_chuva_10
Enfim, os sistemas naturais oferecem valiosos serviços ecológicos para as cidades: o abastecimento de água, o tratamento das águas pluviais, a melhoria do microclima, o seqüestro de carbono, etc.
01_-_jardins_de_chuva_13
A infra-estrutura verde é uma maneira de reconhecer e aproveitar os serviços que a natureza pode realizar no ambiente urbano.
Apesar de terem sua capacidade limitada pelo espaço disponível e pelas condições geotécnicas locais, ainda assim, mesmo pequenos jardins de chuva são muito eficientes na melhoria da qualidade da água, visto ser o período inicial de uma chuva que carrega a maioria dos poluentes.
01_-_jardins_de_chuva_12
O correto dimensionamento de um jardim de chuva deve atentar também para o fato de, algumas horas depois de um evento, não dever mais existir água parada em sua superfície.
Fonte: Impermeabilização dos Solos Urbanos – Problemas e Soluções. Freitas, Ítrio T.W.; Mendes, Júlia C.; Miranda, Gabriel S.B.; Mazzucchelli, Paola M.; Garcia, Pedro H. Universidade Federal de Juiz de Fora. Novembro 2011.
Fonte: Revista USP