Dia das CRIANÇAS …mensagens

Ser Criança
Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias,
Ser criança é comer algodão doce e se lambuzar.
Ser criança é acreditar num mundo cor de rosa.
Cheio de pipocas
Ser criança é olhar e não ver o perigo.
Ser criança é sorrir e fazer sorrir.
Ser criança é chorar sem saber porque.
Ser criança é se esconder para nos preocupar.
Ser criança é pedir com os olhos.
Ser criança é derramar lágrima para nos sensibilizar.
Ser criança é isso e muito mais.
É nos ensinar que a vida, apesar de difícil,
Pode tornar-se fácil com um simples sorriso.
É nos ensinar que criança só quer carinho e afeto.
É nos ensinar que, para sermos felizes,
Basta apenas olharmos para uma criança.Link

Bonecos de tecido de retalhos para o Dia das CriançasNada como bonecos de todos os tipos pra festejar o Dia das Crianças e manter viva nelas essa atração pelos personagens do seu imaginário!!! 

Artesanato e Decoração – Vila do Artesão

Mais uma semana terminando… fim de semana chegou e logo tudo começa novamente. Os dias estão passando rápido demais e quem não observa e aproveita o que tem porque está com os olhos sempre no futuro, vai perder o melhor: viver intensamente o presente.
Quem sabe seja o momento de você curtir o que tem e deixar um pouquinho de lado o que quer. Olha ao teu redor, o dia começou lindo. Veja quem está ao seu lado … aproveite e abrace, beije, diga mais vezes eu te amo. Seja gentil, educado e sensível. 
Viva! Viva bem. Viva de verdade.
Lindo dia pra você.

K.G.Cheiro de Alecrim


Além do feijão

Quem nunca plantou um grão de feijão no algodão que atire a primeira semente! Essa “técnica” é tradicional em escolas e casas para ensinar botânica às crianças. Mas você não precisa ficar só nisso para incentivar o convívio de seus filhos ou netos com a natureza. Um mundo colorido e repleto de vida pode ajudar a tirar os pequenos de dentro de casa: a jardinagem.
Preparar a terra, plantar a semente e acompanhar o crescimento das plantinhas é o roteiro perfeito. A ideia é mesmo se sujar, portanto, nada de reprimir os pequenos na hora de colocar a mão na massa – ou melhor, na terra. Quanto mais eles usarem as próprias mãos, melhor. Isso ajuda a desenvolver o interesse pela natureza. O primeiro passo é preparar o “terreno”, cavando um espaço e colocando adubo como folhas secas murchas, e cascas de frutas. Entre uma camada e outra, coloque mais terra e regue para manter a mistura úmida. As minhocas são uma atração a parte. Sinônimo de terra saudável, podem prender a atenção e rendem mais algumas horas de diversão.
Depois é só colocar a sementinha e tapar o buraco. Para não deixá-los na expectativa por muito tempo até perderem o interesse na brincadeira, o ideal é utilizar sementes de plantas que se desenvolvem rapidamente, assim é possível observar a evolução de perto. Melancia, alpiste e grão de feijão são recomendados. Mas também tem uma opção mais radical para abocanhar a atenção das crianças: plantas carnívoras. Nesse caso, o mais interessante é comprar a muda que já vem com a planta adulta, dessa forma fica fácil observar a chegada dos insetos e o ataque da planta. A dionea é a espécie tradicional de planta carnívora, com uma boca cheia de dentes que ataca bichinhos que se aproximam. Fique tranquilo, o paladar da dioneia não é afeito a pequenos dedinhos. Outra alternativa é a nepenthes. Na ponta das folhas, ela possui estruturas semelhantes a jarras, onde acumulam água. Essa é a sua armadilha para pegar aranhas, insetos e até pequenos pássaros que a rondam.
Ter um jardim não é uma exigência. Se você mora em um apartamento e seus pais não têm uma casa no interior com gramado para andarem descalços com os netos, não se preocupe. Um vaso grande já cumpre a função. O importante é incentivar o manuseio das ferramentas e o uso da terra. Além de proporcionar o contato direto da criançada com a natureza, jardinar garante vários dias de entretenimento. Depois de plantar a semente, o bacana é acompanhar o seu crescimento, por isso a diversão não dura apenas um dia.
Tramontina

CRIANÇAS… Alegria de Viver !

Criança No Jardim

“Toda criança é jardim nas mãos de Deus! Sementinhas germinando, em frutos se transformando. Jardim de esperança, amor em construção.” Elizabete Lacerda

Nossas crianças são lindas! Presentes de Deus correndo por todos os lados, subindo e descendo, pulando e inventando mil formas de viver a vida de um jeito bem bonito, engraçado, divertido, simpático, surpreendente e muito, mas muito feliz!
               

O mundo, certamente, seria muito triste sem as peraltices delas! Sem o sorrisinho malandro escondido atrás das pernas do pai ou enrolado nos braços da mãe, sem os brinquedos espalhados pela casa afora ou sem aquele aconchego gostoso, no fim do dia, querendo colo e uma boa noite de sono para, no outro dia, recomeçar tudo de novo com toda energia possível para não perder nem um segundo deste tempo especial que é ser criança.
[criança+no+jardim]

O amor gera cuidado! Crianças são como flores de um jardim. Elas esperam por nós para serem cultivadas numa terra boa. O tempo de espera é importante para que floresçam abundantemente e deixem um perfume doce e suave no imenso canteiro que é o mundo.
              

E pensar que um dia também já fomos crianças como elas! Puras, inocentes, simples, sinceras, capazes de pedir desculpas e, em seguida, continuar a brincar felizes, sem complicações, sem rancor, sem mágoas. Simplesmente crianças.